Capitale

Search
Close this search box.
Edit Template
Search
Close this search box.

Ações ESG:  Adote algumas práticas na sua empresa!

art04-capa

Nos últimos tempos, as ações ESG estão no centro das decisões estratégicas de empresas e governos. De fato, além da questão ecológica, envolve uma completa transformação de valores e condutas de todos os setores da sociedade.  

A cada dia cresce mais a percepção da necessidade de as empresas incorporarem as práticas ESG como diferencial de competitividade. Uma vez que impacta todas as ações empresariais, bem como seu posicionamento de mercado e a imagem de sua marca. 

Entenda com esse artigo como as ações ESG, que estão sendo adotadas pelas empresas, propiciam uma administração inteligente e assertiva. Assim como as práticas adotadas permitem o foco no desempenho sustentável do negócio. 

As ações ESG para uma Empresa ESG   

ESG, é uma sigla do inglês para Environmental, Social and Governance, que representa os três pilares para nortear as ações empresariais para práticas sustentáveis. Em sua tradução para o português corresponde a Ambiental, Social e Governança Corporativa 

De fato, trata-se de um conjunto de práticas que visa avaliar o quanto uma organização está desenvolvendo ações para ser reconhecida como sendo: 

  • socialmente responsável; 
  • sustentável; 
  • gerenciada com assertividade.    

Benefícios obtidos por uma Empresa ESG 

A aplicação da Empresa ESG, a partir da ideia de ações ESG, proporciona o desenvolvimento da governança corporativa mais sustentável. Assim, os principais benefícios conquistados pelas empresas podem ser apontados como: 

1º – Alcançar a melhoria do desempenho financeiro  

As empresas têm alcançado uma melhoria considerável de sua performance financeira tanto com a redução dos custos operacionais quanto com o potencial de alcance da marca.  

Visto que os fundamentos da cultura sustentável estão apoiados na adoção de processos enxutos, com a utilização de forma inteligente dos recursos disponíveis. 

Por exemplo, a aplicação das metodologias ágeis, tais como: Lean, Scrum e Kanban. 

2º – Além de atrair, também reter talentos  

Uma empresa que adota as ações ESG, tende a atrair e reter com muito mais facilidade os talentos profissionais das novas gerações. Visto que estas estão inseridas na transformação digital e são extremamente sensíveis ao consumo consciente. 

3º – Adequação às expectativas dos consumidores  

Em 2021, a Consultoria PwC realizou no país uma pesquisa intitulada Global Consumer Insights Pulse Survey. A partir da análise dos resultados obtidos com a pesquisa, duas conclusões podem ser destacadas, que são: 

  • 63% dos entrevistados preferem comprar em empresas interessadas em proteger o planeta; 
  • a maioria dos consumidores está inserida no mundo digital.   

Tendo isso em vista, é fundamental apostar em investimentos focados em estratégias e ações de inovação e transformação digital. Portanto, na pauta de uma empresa ESG esses pontos são fundamentais para a competitividade do negócio e atendimento aos clientes.   

4º – Fator de atração para novos investidores 

Os investidores têm demonstrado grande interesse por empresas que assumem uma atitude de desenvolvimento sustentável. Um exemplo disso é a carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE), formada pelas empresas referências em ESG no país.  

No mercado financeiro, esta carteira alcançou um crescimento de 296% comparados aos 223% da B3 como um todo. Desse modo, fica clara a consciência dos investidores de reunir a gestão empresarial com os ativos não físicos ESG. 

Ações ESG e o planejamento corporativo 

As práticas de ações ESG devem ser definidas no planejamento corporativo, visando permear todas as ações estratégicas da empresa. Nesse sentido, é preciso focar no alinhamento que deve existir entre o planejamento e as ações a serem implementadas.  

Isto porque a adoção de práticas sustentáveis implica no estabelecimento de objetivos e metas específicos para as ações empresariais. De fato, isso significa que a transformação de processos e valores está sendo desencadeada pela gestão organizacional.  

Para obter os melhores resultados na aplicação das ações ESG, é importante buscar informações com todos os interessados envolvidos. Isto porque além dos clientes, consumidores e fornecedores, existem os grupos da comunidade que fazem diferença. 

Além disso, essas ações especificadas no planejamento estratégico corporativo devem destacar as ações priorizadas para cada um dos três quesitos da sigla ESG. Ou seja, Ambiental, Social e Governança Corporativa. 

Práticas de ações ESG no quesito Ambiental 

As práticas de ações ESG, neste quesito, estão relacionadas com todas as ações ESG com o objetivo de promover a preservação do meio ambiente.  

A empresa ESG ao adotar essas práticas evidencia sua preocupação social com o ambiente, além de agregar valor ao seu negócio. 

Como exemplos dessas práticas temos: 

  • Priorizar o uso de energias limpas e renováveis;  
  • Priorizar o uso de embalagens recicláveis ou que tenham menor uso de plástico; 
  • Optar por materiais reciclados para o escritório e desenvolver a prática da digitalização, evitando desperdícios e reduzindo o consumo de papel; 
  • Adotar o procedimento de realizar a destinação correta de resíduos e efluentes; 
  • Priorizar ações para estabelecer a eficiência energética com tecnologia verde. 

Práticas de ações ESG no quesito Social 

Já neste quesito, as práticas de ações ESG estão focadas nas ações voltadas para a forma como a empresa lida com as pessoas que estão inseridas em seu ecossistema. Nesse sentido, são trabalhadores, consumidores, fornecedores e grupos de interesses locais, dentre outros.  

Exemplos dessas práticas em uma Empresa ESG podem ser os seguintes: 

  • Enfatiza a satisfação dos clientes a partir de um atendimento humanizado e reconhecimento das suas necessidades e exigências como consumidores; 
  • Prioriza as ações que assegurem a devida proteção de dados e privacidade de todos os envolvidos no negócio da empresa; 
  • Desenvolve uma cultura que valoriza e estabelece a diversidade das equipes de trabalho, criando espaço para a inserção de todos os colaboradores na empresa; 
  • Desenvolve uma política para evitar problemas trabalhistas e conflitos organizacionais, priorizando a conformidade legal e às leis trabalhistas; 
  • Propicia um espaço favorável para o diálogo com a comunidade local e o desenvolvimento de projetos sociais, bem como eventos culturais e sociais. 

Prática de ações ESG no quesito Governança 

Para o quesito da governança corporativa, as práticas de ações ESG, são específicas para a gestão empresarial.  

Ou seja, prioriza a forma que o negócio está estruturado e é administrado no dia a dia. Desse modo, o foco é desenvolver ações que tornem a gestão eficiente e eficaz, bem como desenvolva princípios de sustentabilidade empresarial. 

Alguns exemplos de práticas de governança em uma Empresa ESG são: 

  • Constituição de Conselhos para priorizar as posturas éticas, bem como o crescimento do negócio em relação aos seus impactos locais e a sociedade; 
  • Adotar procedimentos periódicos de auditoria e vigilância, visando assegurar a conformidade legal de todos os procedimentos e condutas; 
  • Priorizar uma remuneração justa tanto para os executivos quanto para os colaboradores, valorizando as boas práticas de condutas corporativas. 

A eficiência energética e fontes limpas como uma prática ESG  

As práticas de ações ESG também estão voltadas para a eficiência energética e as fontes renováveis limpas. Visto que as ações para obter a melhoria dos processos e maior eficiência no uso dos recursos disponíveis são vitais para a sustentabilidade empresarial. 

A eficiência energética leva em consideração as ações que tornam a relação entre bens físicos, pessoas e eletrônicos mais produtiva e econômica. 

Por exemplo, seria o caso de projetos luminotécnicos, priorizando o uso de lâmpadas de LED. Ou ainda a automação das luzes e de eletrônicos e a opção pela pintura e móveis de cor clara no ambiente.    

Já as fontes renováveis visam alcançar uma energia mais limpa, além de possibilitar a redução do consumo empresarial. Isto é possível a partir do momento que a empresa realiza um estudo do seu consumo e da sua demanda de energia.    

Um exemplo ocorre com a contratação de energia no ambiente de livre contratação. Ou seja, no Mercado Livre de Energia, em que as empresas podem escolher livremente de qual distribuidora vão adquirir a energia com menor custo.   

Ficou interessado? Entre em contato com nossos especialistas e veja as melhores práticas ESG para a sua empresa. 

Secured By miniOrange