Capitale

Search
Close this search box.
Edit Template
Search
Close this search box.

Equipamentos que mais consomem energia na sua empresa.

Corporate Management Strategy Solution Branding Concept

No mundo dos negócios a ideia de economizar energia não passa apenas por diminuir o consumo. Sem dúvida, está ligada à utilização com maior eficiência dos recursos, ou seja, gerenciar o melhor uso dos equipamentos que utilizam energia na sua empresa. 

Para isso, é preciso conhecer os equipamentos de sua empresa que mais consomem energia elétrica. Pois, de acordo com um relatório da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), de 2017, a energia corresponde a 40% do custo de produção 

Conheça com esse artigo quais são os equipamentos que mais consomem energia na sua empresa e as alternativas possíveis para conseguir diminuir os custos com a aquisição de energia e melhorar a utilização dos recursos disponíveis.  

Tipos de equipamentos que mais consomem energia 

As empresas buscam reduzir o consumo de energia elétrica, visando encontrar formas de economizar energia. Uma das alternativas é investir na eficiência energética dos seus equipamentos. 

Isso porque dependendo do tipo de tecnologia utilizada nos equipamentos, estes podem consumir mais ou menos energia. Um exemplo simples é dado com as lâmpadas de LEDs e incandescentes, sendo que a diferença entre elas está na geração ou não de calor.  

As lâmpadas incandescentes produzem muito calor e, por isso, necessitam de muito mais energia para iluminar o mesmo espaço do que a lâmpada de LED, que não gera calor.   

Nesse sentido, é importante conhecer um pouco sobre os tipos de equipamentos que mais consomem energia, principalmente no setor industrial.  

Conforme dados da Confederação Nacional da Indústria (CNI), 50% dos custos com energia elétrica nas indústrias são provenientes dos motores elétricos, refrigeração, ar comprimido e iluminação. 

De fato, só é possível economizar energia se a empresa souber onde está gastando e como adquirir eficiência energética.  

Em termos gerais, os equipamentos podem ser classificados em grupos de características semelhantes, que são utilizados nos mais diversos setores. 

1º – Máquinas industriais 

Os equipamentos industriais estão entre os que mais consomem energia elétrica no país. Sem dúvida, um dos principais insumos e custos de produção dos processos produtivos provém do consumo elevado de energia elétrica dos equipamentos utilizados. 

Dentre as empresas do setor industrial, a indústria automobilística é considerada como a que mais consome energia em seus equipamentos. Por exemplo, motores, chillers, compressores, inversores, fornos, geradores e transformadores de energia, dentre outros.  

Já na construção civil, o maior consumo de energia ocorre com os processos de construção e demolição de edifícios. Isto porque o setor necessita realizar a extração de material, bem como o transporte e a produção de matérias-primas, utilizando cimento e aço.  

Também na indústria metalúrgica, ocorre um elevado consumo de energia com as etapas de produção, a modelagem e a fundição de materiais. E a indústria de plástico, tem seu consumo elevado com os processos de resfriamento e modulação do material.   

2º – Caldeiras  

As caldeiras são muito utilizadas por diversas empresas de diferentes setores. Por exemplo, as caldeiras a gás ou elétricas para produzir vapor usadas por hospitais, hotéis e indústrias.  

Na indústria metalúrgica, as caldeiras são muito usadas, pois a partir do calor produzido pela caldeira é possível preparar e dar forma ao aço. Sendo que este será empregado na fabricação de peças e materiais, bem como na construção civil. 

3º – Equipamentos hospitalares 

As unidades hospitalares consomem energia praticamente 24 horas por dia, pois são inúmeros equipamentos ligados ao mesmo tempo. Além da realização de procedimentos laboratoriais e cirúrgicos.  

Nesse sentido, podemos citar os seguintes equipamentos que apresentam um elevado consumo de energia:  

  • sistema de climatização com as centrais de água gelada ou mesmo geradores de emergência;  
  • lâmpadas tubulares e do tipo bulbo, secadoras, autoclaves para esterilização, lâmpadas de foco cirúrgico, principalmente se estiverem obsoletos.  

4º – Sistema de refrigeração 

Desde a sua criação no século XX, o sistema de refrigeração tem sido cada vez mais utilizado nas empresas. Além do ar-condicionado, que é conhecido de todos, também são equipamentos do sistema de refrigeração:  

  • Aquecedores; 
  • Congeladores; 
  • Refrigeradores de matérias primas; 
  • Refrigeradores de produtos perecíveis; 
  • Câmaras frigoríficas. 

As empresas que mais utilizam o sistema de refrigeração são aquelas que necessitam manter os ambientes ou equipamentos climatizados. Nesse sentido, podemos citar: 

  • Açougues e Frigoríficos; 
  • Indústrias farmacêuticas; 
  • Supermercados; 
  • Hospitais;  
  • Hotéis; 
  • Shoppings.  

5º – Sistema de iluminação 

O sistema de iluminação é indispensável em todos os segmentos industriais, sendo que possuem requisitos diferenciados conforme o setor. No início eram as lâmpadas incandescentes e atualmente são as lâmpadas fluorescentes e LEDs. 

Por exemplo, em uma loja a utilização da iluminação visa destacar os produtos. Já em uma empresa de projetos arquitetônicos serve para fornecer a iluminação adequada para o trabalho do arquiteto. 

Outro exemplo é dos supermercados, que têm elevado consumo de energia com: 

  • iluminação necessária; 
  • alto-falantes; 
  • sistemas de segurança sofisticados; 
  • aparelhos de caixa de última geração tecnológica.  

Além, é claro, dos sistemas de refrigeração e climatização de todo o ambiente, que também é o caso do setor de alimentos, tais como os bares e os restaurantes.  

Como economizar energia na sua empresa? 

Saiba que para economizar energia, as empresas possuem dois caminhos, que estão muito relacionados entre si e devem ser colocados em prática simultaneamente. Pois, são vitais para conseguir reduzir o consumo e melhorar a utilização dos equipamentos. 

Por um lado, devem buscar desenvolver e implementar o conceito de eficiência energética, que significa fazer mais com menos energia. Sem dúvida, trata-se do uso racional de energia, visando ser eficiente para obter resultados positivos. 

De outro, devem migrar para o Mercado Livre de Energia, que tem crescido muito nos últimos anos e é uma tendência mundial. Este mercado constitui-se em um ambiente de livre negociação entre consumidores e distribuidores de energia. 

Por isso, as empresas contratantes é que decidem as condições comerciais, tais como: fornecedor, quantidade de energia contratada, preço, período de contrato, forma de pagamento, dentre outras. 

Se a sua empresa ainda não está no Mercado Livre de Energia, saiba que é o momento de conhecer mais a respeito para também migrar para esse mercado. A partir do que consegue reduzir as contas de energia e melhorar a qualidade da energia recebida.  

Para saber mais, converse com os nossos especialistas. 

Secured By miniOrange