Capitale

Search
Close this search box.
Edit Template
Search
Close this search box.

O que é o mercado livre de energia e como funciona?

Você já pensou na possibilidade de poder negociar o seu contrato de energia e escolher qual empresa será seu fornecedor? Pois isso já é uma realidade para mais de 9 mil consumidores de energia e também pode ser para a sua empresa.    

 

O Mercado Livre de Energia Elétrica existe há mais de 25 anos, e nasceu com o objetivo de ser um ambiente competitivo de negociações de energia elétrica. Engana-se quem acha que é invenção brasileira, pelo contrário, o Brasil é um dos países mais atrasados no quesito da liberdade energética, veja o ranking abaixo:   

art10-1

Qual a diferença entre o mercado cativo e o mercado livre? 

O mercado livre de energia possibilita a livre negociação de energia elétrica. Assim, compradores podem contratar “pacotes” de energia elétrica diretamente das empresas produtoras ou de empresas intermediárias, as comercializadoras. Já no mercado cativo, não há negociação de preço, os reajustes tarifários são imprevisíveis e também há incidência das bandeiras tarifárias que elevam o preço em períodos de estiagem. O consumidor cativo que lute, não é mesmo? 

art10-1artigointerno

Veja abaixo alguns benefícios do Mercado livre de energia 

Previsão orçamentária   

É possível contratar energia por um preço fixo que é reajustado anualmente por um índice. O consumo é historicamente conhecido pela empresa, por isso, é possível calcular estimativas de gastos mensais, até mesmo anuais, considerando que o consumo se mantenha dentro do padrão conhecido.    

 

Economia na conta de luz   

Uma das grandes vantagens da migração para o mercado livre é a redução de custo que pode chegar até 30% ou mais dependendo da região e do perfil de consumo da empresa. Isso acontece devido a diferença disparada entre as tarifas da distribuidora e o preço praticado no ambiente de livre contratação.    

 

Não há impacto das bandeiras tarifárias   

As bandeiras tarifárias só atuam na energia da tarifa do mercado cativo, uma vez que o preço do mercado livre está contratualmente travado.   

 

Possibilidade de consumir fontes renováveis   

É possível consumir energia de fonte limpa. Além de toda vantagem financeira, a empresa contribui com o meio ambiente e sociedade.   

 

É possível determinar o volume de energia contratada   

No mercado livre de energia, as empresas podem negociar o volume de energia de acordo com a sua necessidade e perfil de consumo.    

 

É possível escolher o fornecedor de energia elétrica   

No mercado livre de energia, os consumidores podem escolher o fornecedor de acordo com aquele que oferecer as melhores condições de preços. Já no Ambiente de Contratação Regulada, os consumidores não são livres para escolher, e estão sujeitos a pagar o valor determinado pelas concessionárias.   

 

Quem pode migrar para o mercado livre de energia? 

No Brasil, empresas de médio e grande porte podem fazer parte do mercado livre de energia. Porém, precisam atender a alguns requisitos sendo o principal a demanda mínima contratada.    

 

Para os consumidores livres, o mínimo aceito é um consumo de 1.500 kW, e as empresas podem escolher o fornecedor de energia.   

 

Já para os consumidores especiais, existe um valor mínimo entre 500 kW e 1,5 MW. Nesse caso, as empresas podem comprar a energia de hidrelétricas (pequenas centrais) ou de fontes alternativas, como energia solar ou eólica.   

 

   

 

Existe ainda uma terceira possibilidade para empresas com mais de uma unidade.    

Neste caso é possível realizar a somatória das cargas das unidades e se atingirem 500kW todas podem migrar. Para essa modalidade é obrigatório que tenham mesma raiz de CNPJ e estejam na mesma distribuidora. 

Secured By miniOrange